//2 – PLANEJANDO A EXPEDIÇÃO

2 – PLANEJANDO A EXPEDIÇÃO

Sonhar com grandes expedições é fácil. Tornar o sonho em realidade requer muita concentração nos objetivos e meses de trabalho até o momento da partida.

Durante o tempo, os planos podem até mudar, mas o desejo da realização não devem mudar nunca. Caso o plano se torne totalmente inviável, deixe de sonhar com ele e comece outro. Os sonhos, no mínimo, devem ser renovados.

O plano é uma estrada que indica o horizonte e deve acontecer logo depois de desejar, de almejar, de sonhar.

Estabelecer um plano de viagem

A nossa terceira expedição foi planejada durante meses, escolhendo transporte, definindo roteiros e valores a serem investidos.  Como já estava no plano inicial, fomos construir nossa nova morada dentro de um carro, nosso lar-doce-lar com rodinhas para percorrer estradas.  A primeira iniciativa foi colocar os detalhes em uma planilha e pesquisar expedições semelhantes para saber mais sobre viajar com a casa própria.

Também é preciso saber antecipadamente o que se pretende conhecer e quais as atividades que deseja praticar durante a expedição. Pesquisar e anotar lugares, monumentos, parques, trilhas, passeios, museus, castelos, cachoeiras, estradas, cidades, praias, lagoas, festas regionais, sabores e aromas que podem ser encontrados pelo caminho.

 

Alocar recursos financeiros

É preciso ter garantido o investimento mínimo necessário ou planos para angariar recursos durante a viagem. Muitos vendem tudo que tem, outros fazem empréstimos, pedem ajuda, arrumam patrocínio, usa a poupança ou possui “pingos” mensais depositados na conta bancária como nós aposentados ou que recebem recursos provenientes de outras fontes como aluguéis ou pró-labores.

 

Qual o real investimento necessário?

Já ouvi relatos de dois casais que dizem viver com 50 / 80 dólares por dia na estrada. Neste valor estão inclusos o combustível, pernoites, alimentação, ingressos, pedágios, travessias, taxas, etc.

Depois que o investimento for estimado, em planilhas é preciso comparar o investimento na viagem com os gastos da morada fixa, como supermercado, restaurante, combustível, passeio, presente, telefone, energia elétrica, diarista, TV a cabo, dentre outros.

Antes do início da viagem é preciso saber:

Quanto é o gasto mensal na morada fixa?

Quanto deixará de gastar na morada fixa, estando em viagem?

Quanto serão os gastos durante a viagem?

Com estes cálculos em mãos é possível chegar à inusitada conclusão de que é mais barato estar em viagem na estrada do que permanecer na morada fixa.

 

Vivendo na estrada, o modo de vida deve ser o minimalismo.

Minimalismo não é falta, é suficiência, não é sobra, é abundância do necessário à disposição. Vivendo no minimalismo, aproveitamos mais a liberdade e provamos a gostosa descoberta ter menos para ter mais.

 

Legalizar documentos

É importante fazer uma lista dos documentos necessários para a viagem e aqueles que permanecem obrigatórios na morada fixa. Providenciar débitos em conta, organizar o pagamento de impostos e das contas mensais que ainda permanecerão.

É preciso organizar uma pasta com originais e fotocópias dos documentos pessoais e do veículo para levar na viagem, como: comprovantes de seguros, certificados de vacinas, notas fiscais, nome, telefone e endereços de contato. Para cada original, no mínimo um fotocópia. No caso dos documentos pessoais e do veículo, nós reservamos 20 cópias para facilitar os trâmites nas fronteiras. É importante já estar com fotocópias disponível, pois podem ser solicitadas nas fiscalizações e você não precisará sair em busca de um local para fazer as exigidas fotocópias.

Não deixar pendências na base

Avisar o banco que estará em viagem, avisar os vizinhos, deixar carta de representação para um filho, amigo ou advogado e estar em dia com as obrigações oficiais.

Registrar a expedição

Já estão republicados neste site nossas viagens de longa duração: 11 meses de motocicleta pelo Brasil e 17 meses de carro pela Europa. Agora, o que de mais relevante for acontecendo na nossa terceira expedição, estará publicado neste site.

Com a idéia de compartilhar nossas viagens, percebo e as pessoas me falam, que pode estar acontecendo uma nova profissão na minha vida: blogueiro.

Percebendo que eu poderei ter dificuldade de assessoria durante a viagem, acabei me tornando um “aprendiz de amador de um desenvolvedor de site”.  Procurei conhecer um pouco mais com os filhos, com meus amigos, com amigos dos filhos e até com profissionais da área. O YouTube foi e está sendo fundamental para o meu aprendizado. Espero que fique bom é que todos curtam e até compartilhem.

A estrutura do site é simples e o nosso maior objetivo com ele é inspirar pessoas a realizar sonhos.  Elaborar o site foi, sem duvidas, o maior dos desafios. Prometo me dedicar e espero que gostem.

Esta é a logo do projeto, que eu mesmo desenhei, usando placa de madeira indicado rumos e uma estrada que leva ao infinito, seguindo o brilho do sol, eterna fonte de vida e saúde.

 

Ver ESCOLHA DO TRANSPORTE…