/58 – KATERINE – GRÉCIA

58 – KATERINE – GRÉCIA

 

No hotel em Katerine, fomos muito bem recebidos pelo proprietário, sua esposa e sua filha pequena, tentando nos entender nos vários idiomas. 

Nos instalamos e descansamos o restante da tarde chuvosa.


Katerine é uma cidade balneário, deserta no outono, onde somente alguns velhos moradores e cachorros circulam pelas ruas.

 

 

 

 

 

Dia seguinte, domingo com chuva, acordamos tarde e fomos conhecer o centro de Katerine.

 

 

Que bela cidade. Boas ruas e avenidas, tudo muito limpo e gente bonita passeando, quase todos muito bem vestidos. 

Andamos pelas ruas com muitos bares bonitos, com muitas pessoas tomando café e água, isto num domingo já na hora do almoço. Ade até comentou que se fosse no Brasil, com aquele frio, estaríamos tomando caipirinha e comendo feijoada ou fazendo churrasco, deu saudade.

Este bar e todo decorado com grades de cervejas.

 

Almoçamos, compramos doces nas lojas, que mais parecem artigos de luxo de tanta beleza e destaque também para a higiene que eles tem com seus alimentos.

Os gregos tem qualidade de vida exemplar, são pessoas educadas, evoluídas para os bons costumes e bons hábitos. Não tem mendigos pelas ruas e até os cachorros que vivem nas ruas são bonitos e bem alimentados. 

 

Voltamos para o hotel e a chuva fina continuava, deitamos e dormimos um tempo na tarde de domingo.

Dia seguinte sol brilhando, saímos do hotel, passamos no supermercado comprar azeite, pegamos a estrada seguindo ao lado das montanhas já com seus topos congelados, rumo a desconhecida Bulgaria.



Mauricio Rocco, nascido em 1957, casado com Adenilde Sousa Rocco em 1983, pai e avô, emprego formal por 35 anos na área de Recursos Humanos, acredita que os sonhos levam à realização, amante do novo, da viagem, do sabor e do prazer, adora uma boa conversa, esquece fácil o passado e sua opinião não é para sempre, dedicado às habilidades manuais e sua filosofia de vida é ajudar o próximo a se tornar cada vez melhor.