Expedição 2020 – Maravilhas da Natureza, onde o Rio Iguaçu deságua no Rio Paraná, formando a tríplice fronteira.


 

Foz do Iguaçú, onde já visitamos várias vezes e não cansamos de admirar. Desta vez reservamos o passeio para conhecer as Cataratas do lado argentino, tão bela quando do lado brasileiro.

Caminhamos pelas trilhas, andamos no trenzinho e seguimos para a pequena cidade de Puerto Iguazú, na Argentina, para comprar queijos, vinhos, azeitonas e doce de leite, como fazem todos os turistas que chegam de todas as partes do mundo.

Turistas na região é o que não falta. Algumas empresas estabelecem sedes em Foz do Iguaçú, como esta da Alemanha, que recebem seus clientes aqui e se deslocam por todo sul da América do Sul, em seus exuberantes motorhomes, verdadeiros hotéis sobre rodas.

Este é o maior deles, que pode abrigar até 40 passageiros, ou hóspedes. Durante o dia viajam na parte da frente, em confortáveis bancos e, durante a noite, dormem nas cabines tipo caixotes, também com muito conforto.

A empresa possui equipamentos iguais nos cinco Continentes. Para atender a América do Sul, possuem três hotéis sobre rodas. Um grande e dois menores, que também contam com motoristas, guias e cozinheiros.

Passamos pelas três fronteiras, onde as águas do Rio Iguaçú desaguam no Rio Paraná, formando a tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina.

A entrada ao marco das três fronteiras do lado brasileiro, se dá por um imponente prédio que abriga o Museo dos Jesuítas e o restaurante que leva o nome do lendário Cabeza de Vaca.

Álvar Núñez Cabeza de Vaca foi um explorador espanhol, conhecido por desbravar terras nas américas em busca de ouro. Não encontrou a riqueza e ainda foi feito escravo pelos índios. Reverteu a prisão e até foi adorado na tribo por curar índio doentes somente com a fé, rezando o Pai Nosso e a Ave Maria. Cabeza de Vaca foi o primeiro europeu a descrever as Cataratas do Iguaçu.

Visitamos o Templo Budista Chen Tien, com replicas das principais divindades para adoração religiosa oriental, com mais de 120 estátuas.

Seguimos viagem, já preocupados com a pandemia do Novo Cornovírus que está se espalhando pelo mundo, com a próxima parada prevista para um balneário de água doce, na cidade de Missal.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post